O fortalecimento do quadril antes dos exercícios funcionais reduz mais rápido que o fortalecimento do quadriceps em mulheres com a síndrome da dor patelofemural em mulheres

Continuando os artigos sobre condromálacea patelar em mulheres.

Em agosto de 2011 um grupo de pesquisadores da J Orthop Sports Phys Ther  analisaram se mulheres com a síndrome da dor patelofemural que realizaram o fortalecimento do quadril antes dos exercícios funcionais demonstraram resultados mais satisfatórios que as mulheres que realizaram fortalecimento do quadrícipes antes dos mesmos exercícios funcionais.

Embora a síndrome da dor patelofemural ter sido atribuída a disfunção do quadrícipes, recentes estudos tem ligado essa condição ao comprometimento da musculatura do quadril. O fortalecimento dos membros inferiores tem sido considerado uma intervenção eficaz. Embora, os pesquisadores analisarem o exercícios com suporte de peso, não deixando claro se a força maior no quadril, quadricipes ou em ambos são benéficos.

Foram avaliados trinta e três mulheres com síndrome da dor patelofemural realizaram o fortalecimento do quadril (grupo quadril) ou quadrícipes (grupo quadrícipes) por 4 semanas, antes de 4 semanas de um programa similar de exercícios funcionais com suporte de peso. O auto registro da dor, função e força functional foram avaliados.  O fortalecimento isométrico foi realizado para o abdutores de quadril rotadores externos e extensores de joelho.

Após 4 semanas, houve menas dor no grupo quadril que no grupo quadrícipes. Da linha de base para 8 semanas, o grupo quadril demonstrou um aumento de força do quadril de 21% na força do abdutor, enquanto que o grupo quadrícipes não apresentaram mudanças. Todas as participantes mostraram melhora subjetiva da função, função objetiva, e na força do rotador externo de quadril, no teste de base após 8 semanas.

Ambas abordagem de reabilitação melhora a função e diminui a dor. Para pacientes com síndrome da dor patelofemural, inicialmente o fortalecimento de quadril pode permitir uma dissipação precoce da dor que os exercícios focados no quadril.

J Orthop Sports Phys Ther 2011;41(8):560-570. Epub 7 June 2011.

 

 

 

 

Compartilhar/Favoritos

Os efeitos do fortalecimento dos músculos abdutores e rotadores externos isolados na dor, no estado de sáude e na força do quadril em mulheres com dor patelofemural

A dor patelofemural é a causa mais comum de diagnóstico musculoesquelético o qual o paciente procura atendimento medico. Os sintomas clínicos da dor patelofemural incluem dor retropatelar ou peripatelar associada ao agachar, subir escadas, correr, sentar, ajoelhar-se etc.

Um estudo publicado em janeiro de 2012, avaliou a efetividade do fortalecimento do abdutor e do rotador externo isolado na dor, no estado de saúde e na força do quadril em mulheres com dor patelofemural.

Alterações na cinemática do quadril resultado da fraqueza dos músculos do quadril tem sido proposto como um fator contribuinte no desenvolvimento da dor patelofemural. Até o momento, nenhum estudo analisou os resultados clínicos associados com fortalecimento muscular isolado do quadril em pacientes com dor patelofemural.

Eles analisaram 28 mulheres, separadas em dois grupos, 14 mulheres no grupo exercícios e 14 mulheres no grupo controle  (que não realizaram exercícios). O grupo que realizou exercícios fizeram o fortalecimento do abdutor e dos rotadores externos isolados 3 vezes por semana por 8 semanas. A dor analisada por uma escala analógica), estado de saúde (WOMAC) e a força avaliada por um dinamômetro, foram analisadas antes e após intervenção. A dor e o estado de sáude também foram avaliadas 6 meses após a intervenção no grupo que realizaram os exercícios.

O resultado o trabalho foi a melhora da dor, estado de saúde e força muscular do grupo que realizaram os exercícios em comparação ao grupo controle, e manteram os resultados 6 mêses após a intervenção. Concluindo que um fortalecimento isolado da musculatura de quadril devem ser considerados no programa de tratamento de mulheres com dor patelofemural.

A Sphera Fisioterapia possui um tratamento personalizado e individualizado para a dor patelofemural.

 

Fonte: J Orthop Sports Phys Ther 2012;42(1):22-29, Epub 25 October 2011. doi:10.2519/jospt.2012.3704

www.spherafisioterapia.com.br