Treinamento Funcional: preparação ideal para corredores

Os movimentos básicos do dia a dia como pular, agachar, podem ser grandes aliados de força e resistência física no Treinamento Funcional, na qual dispensa os aparelhos de musculação e utiliza a explosão o corpo. A prática logo já foi incorporada na modalidade que mais cresce: a corrida de rua. Há ambientes que já oferecem o treinamento funcional específico para esta modalidade.

Segundo o professor Andrei Achcar, o objetivo principal é corrigir os erros na técnica dos atletas. “Juntamos um trabalho de coordenação motora, equilíbrio e postura dos corredores, que faz com que o corpo fique mais forte e o movimento mais fluido”, explica.

Com isso, o método minimiza as chances de lesões, já que a posição dos pés, pernas, tronco e braços durante a atividade passam a ser observada com maior cuidado e ainda facilita o desempenho do praticante nas pistas.

“Há uma maior consciência corporal. O atleta consegue perceber o motivo de uma dor e logo se corrigir. Fazendo tudo corretamente, não se gasta energia desnecessariamente e se corre com mais saúde e melhores resultados”, argumenta o instrutor de corrida.

A diferença de terrenos para o treino (grama, asfalto, areia) é explicada como uma forma de fortalecer os músculos e os tendões dos pés e das pernas, regiões que mais tendem a sofrer com a atividade. Na areia, por exemplo, em que a pisada ocorre de forma irregular, o esportista passa a ter maior força, já que o pé está trabalhando mais do que o normal e, assim, há um ganho na estabilidade.

Resultados

“Competi na última semana e passei por trechos bastante diferenciados. Antes, eu sentiria dores principalmente no joelho e nas articulações, mas eu aguentei fazer tudo”, comemora o bancário aposentado José Marcelo de Souza, que há um ano é adepto do treinamento funcional.

“Antes, eu fazia 10km em 1h20. Em um ano, concluo o mesmo percurso em 1h05. Realmente dá um ânimo a mais, sem contar que agora faço tudo certo e não tenho tantos riscos de lesão”, relata o bancário José Marcelo de Souza

Fonte: http://www.educacaofisica.com.br/index.php/fitness/canais-fitness/ginastica-laboral/21841-treino-funcional-pode-ser-grande-aliado-da-forca-e-da-resistencia-fisica

SPHERA CLÍNICA DE FISIOTERAPIA

http://www.spherafisioterapia.com.br

AGORA COM TREINAMENTO FUNCIONAL

SITUADA NA  RUA: SOLDADO JOÃO DE OLIVEIRA N 174 – SUBSOLO DA ACADEMIA ÁGUA VIDA. PIRITUBA, SÃO PAULO-SP

AVALIAÇÃO GRATUITA

AGENDE O SEU HORÁRIO (11) 2367 6584/ (11) 2367 6051/(11) 8266 9878

Compartilhar/Favoritos

Treinamento Funcional: preparando o corpo para as funções do dia a dia

Hoje em dia para algumas pessoas, pegar algo pesado no chão, brincar com as crianças ou empurrar um armário são atividades banais, mas que podem gerar um nervo pinçado ou uma dor nas costas.

O treinamento funcional promete isso: preparar o corpo para as funções do dia a dia atuando dentro e fora das academias. “O treinamento une exercícios da preparação física de vários esportes e o trabalho de reabilitação do corpo, sempre pensando em atender as necessidades de cada indivíduo”, diz Luciano DElia, diretor técnico do Core360.

O primeiro passo, segundo ele, é uma avaliação física para saber as limitações do aluno e seus objetivos.
“Às vezes o aluno quer perder peso, mas antes é preciso identificar suas necessidades reais que, quando atendidas, darão a base para a realização do objetivo final”, afirma DElia.
Essas necessidades podem ser desde realinhamento postural até preparo para um futebol de fim de semana.

Os treinos incluem movimentos similares aos que são feitos no cotidiano, como corrida, trote, saltos e atos de puxar, arrastar entre outros.

“Uma aula nunca é igual à outra. Exercícios variados deixam o treino mais interessante, para o aluno não desistir”, diz Edson Ramalho, preparador graduado em educação física e mestrando em ortopedia na Unicamp.

O treinamento funcional envolve bolas, molas, elásticos, barras e pranchas de estabilidade. Com isso, criam-se desafios como pegar uma bola, puxar um elástico, saltar lateralmente e fazer ações cotidianas com um pé só ou olhos vendados. Isto faz com que o aluno saia da zona de conforto. O treinamento força o corpo a trabalhar de forma inteligente, melhorando o equilíbrio e a resistência e fazem perder peso.

Pensando nisso, a Sphera Fisioterapia proporciona este treino abrangendo o público de todas as idades, atendendo as necessidades reais que cada pessoa apresenta.

Agende sua avaliação gratuita – Tel: (11) 2367 6584/ (11) 2367 6051/(11) 8266 9878

Treinamento Funcional ajuda a previnir lesões

Clínica de Fisioterapia Sphera –http://www.spherafisioterapia.com.br

A ideia principal é que o treino físico seja adaptado à funcionalidade dos movimentos do dia a dia, ou de uma modalidade específica de esporte. Portanto, além de trabalho muscular e alongamento, o repertório inclui exercícios de resistência física, equilíbrio e coordenação motora. O resultado, além do fortalecimento muscular e do ganho de agilidade, é a prevenção de lesões e a melhora na qualidade de vida.

Ele previne lesões por ser um treinamento que atua com a maior amplitude das articulações, desenvolve maior quantidade de força, e atua diretamente nos movimentos mais utilizados pelos praticantes.

O fisioterapeuta do Clube Votorantim, Cleiton Victorino explica que o treinamento possibilita ganho de força e massa muscular, perda de peso, de gordura, e aprimoramento da postura,  desenvolvimento das capacidades físicas como: equilíbrio, força, velocidade, coordenação, flexibilidade e resistência.

A nova técnica utiliza bolas, halteres, borrachas e elásticos. O motivo explica o fisioterapeuta, é que esses equipamentos permitem a movimentação completa dos músculos, o que é fundamental para qualquer modalidade esportiva.

Fonte: http://esportecomsaude.chakalat.net/2011/12/treinamento-funcional-ajuda-evitar.html

http://prazeredor.wordpress.com/2012/02/17/treinamento-funcional-previne-lesoes/

Fisioterapia no pós-operatório de cirurgia buco-maxilo-faciais

A Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo-Facial é uma especialidade da Odontologia que tem como objetivo o diagnóstico e o tratamento das doenças,traumatismos, lesoes e anomalias, congenitas e adquiridas, do aparelho mastigatório e anexos, e estruturas crânio-faciais associadas.Dentre este tipo de cirurgia podemos destacar a cirurgia ortognática, as cirurgias faciais decorrentes de traumas de face entre outras.

A cirurgia ortognática consiste no avanço ou recuo de ossos da face (maxila e/ou mandíbula). Como em outros procedimentos cirúrgicos, o paciente fica com o rosto inchado, com diminuição ou ausência da sensibilidade nos lábios, no queixo e nas bochechas. O bloqueio para imobilização feito após a cirurgia também afeta a movimentação. É comum que, após a liberação deste bloqueio, o paciente sinta dor ao movimentar a boca, dificuldade para realizar os movimentos em amplitude normal, e tenha, também, fraqueza e incoordenação muscular ao mastigar numa nova posição. Assim que o paciente é liberado pelo cirurgião, dá-se início a uma nova fase no tratamento fisioterápico.

A fisioterapia atua na fase aguda do pós-operatório, basicamente no controle do edema facial, previnindo aderências teciduais faciais, bucais e fibroses,assim como, auxilia na redução de possíveis dores da musculatura mastigatória e da coluna cervical.

Na fase crônica, após a liberação do bloqueio, a intervenção fisioterápica irá preconizar: o ganho de amplitude nos movimentos da boca para torná-los o mais funcional possível, a redução da parestesia (diminuição da sensibilidade, o fortalecimento da musculatura mastigatória e cervical, a liberação da musculatura de mímica facial e a reeducação postural.

Fonte: http://elycristinafisioterapia.blogspot.com.br/2010/02/fisioterapia-no-pos-operatorio-de.html

 

SPHERA CLÍNICA DE FISIOTERAPIA

http://www.spherafisioterapia.com.br

SITUADA NA  RUA: SOLDADO JOÃO DE OLIVEIRA N 174 – SUBSOLO DA ACADEMIA ÁGUA VIDA. PIRITUBA, SÃO PAULO-SP

AGENDE O SEU HORÁRIO (11) 2367 6584/ (11) 2367 6051/(11) 8266 9878

Treino funcional na terceira idade