Ficar muito tempo sentado é tão perigoso quanto fumar ou comer comidas gordurosas

Ao contrário do que se pensa, sentar não relaxa. Posição pressiona os discos entre as vértebras, comprime vasos linfáticos e aumenta os índices de gordura.

Resultado: dores nas costas, inchaço, “barriga”, mais gordura na massa corporal, LER (lesão por esforço repetitivo) nas pernas e glúteos, maiores níveis de triglicerídeos e glicose no sangue. E não adianta nada malhar uma hora por dia se o resto do tempo a pessoa fica sentada.

O fato é registrado pela pesquisa australiana publicada no jornal Circulation.Mesmo aqueles que fazem exercícios regularmente, numa academia, por exemplo, mas que ficam sentados por horas, têm chances independentes de ter alguma doença. Mesmo excluindo tabagismo, gordura localizada e aqueles que praticam alguma atividade física, o estudo constatou que uma hora passada na frente da TV aumenta em 18% o risco de morte por problemas cardiovasculares.  Assim como os fumantes correm um risco 70% maior de apresentar doenças cardíacas, ter comportamentos sedentários aumentam as chances de problemas cardiovasculares.

Outra pesquisa, do Instituto Karolinska (Suécia) e divulgado no Bristish Journal Of Sports Medice, diz que uma das hipóteses que relacionam longos períodos de inatividade física a uma saúde mais breve é a ação de uma enzima que tem papel fundamental na regulação dos níveis de gordura no sangue e que ficaria alternada nos longos períodos sedentários, podendo levar a mudanças metabólicas, como o colesterol alto. Dizem os cientistas que por causa destas respostas fisiológicas, as mudanças no organismo após o excesso de ócio não são anuladas com o aumento do exercício físico. Por isso a prática de atividade física freqüente é extremamente necessária.

O corpo humano não foi desenhado para ficar sentado o tempo todo. O conjunto formado pelos ossos, músculos e articulações compõe o sistema músculo-esquelé tico, com três funções básicas: locomoção, sustentação e proteção. Músculos parados perdem elasticidade, flexibilidade, força e resistência. Além disso, o resto do corpo tem que fazer um esforço bem maior, o que leva a uma má postura e desequilíbrio muscular.

Este desequilíbrio acontece com quem trabalha oito horas em frente ao computador. Esta postura única impede a ativação da musculatura responsável por estabilizar a coluna, mantendo a musculatura posterior da coxa em posição encurtada levando às dores na lombar, ombros e joelhos. Outra conseqüência é o inchaço das penas devido a má circulação sanguínea dos membros inferiores. A dica é alongar as pernas durante o expediente. Nossa panturrilha, a famosa batata da perna, funciona como um segundo coração e a sua função é bombear o sangue pra cima. Um bom alongamento nesta região facilita a circulação e diminui o inchaço.

Mas a boa notícia é que fazer pequenas caminhadas dentro do escritório, atender o telefone na mesa da frente sem empurrar a cadeira de rodinhas, buscar um copo de água, ir ao banheiro, ou seja, se movimentar com freqüência, no mínimo a cada 50 minutos, pode ajudar e muito. A prática de atividade freqüente e comportamentos não sedentários reduzem significativamente as chances de problemas de saúde.

Fonte:Contato Comunicação & Marketing 12/2/2010

http://www.fitnessb rasil.com. br/novo_site/ news_detalhe. asp?Editoria= 5%20&Id=881

Compartilhar/Favoritos

TEMPO CERTO PARA VOLTAR A GINÁSTICA APÓS CIRURGIA PLÁSTICA

Exercitar-se após uma cirurgia plástica ajuda a reduzir o inchaço e a gastar as calorias extras. No entanto, a volta às atividades físicas deve ser gradativa. Em média, começa após duas semanas, de forma leve (como caminhadas). Confira abaixo, segundo o livro Cirurgia Plástica – Manual do Paciente, do cirurgião plástico Alan Landecker, quando a intensidade pode aumentar depois de cada tipo de intervenção:

Face

Exercícios intensos (como ginástica aeróbica, corrida e ciclismo) tendem a ser liberados após um mês. Esportes de contato e tênis devem ficar fora da lista durante dois meses, o que evita traumas na região operada.

Pálpebras

Os esportes que não envolvem contato físico podem ser iniciados após três semanas. Os de contato ou com bolas precisam ser evitados por quatro a seis semanas.

Nariz

Nesse caso, as atividades físicas demoram mais a serem liberadas, já que o aumento de fluxo sanguíneo para a região da cabeça pode gerar sangramentos e retardar a reabsorção do inchaço. Pode-se começar a colocar o corpo em ação lentamente depois de três a quatro semanas. A recomendação é que esportes de contato e com bola sejam evitados por, ao menos, dois meses.

Otoplastia (orelha em abano)

As práticas intensas (como ginástica aeróbica, corrida e ciclismo) são liberadas após um mês.

Mamas

A bicicleta ergométrica passa a ser uma opção depois de três semanas, desde que o tórax e os braços fiquem imóveis. Qualquer exercício que utilize os braços de forma intensa (natação, levantamento de peso, corrida, tênis e outros esportes com bola) só pode ser praticado dois meses depois da cirurgia.

Lipoaspiração

Os esportes de maneira geral voltam à rotina do paciente depois de três a quatro semanas.

Cirurgia das coxas

Atividades que utilizem as pernas de forma vigorosa devem ser evitadas por dois meses. Portanto, nada de correr para a academia com o intuito de malhá-las, hein? Esportes que utilizam somente braços são liberados depois de três a quatro semanas.

A CLÍNICA DE FISIOTERAPIA E ESTÉTICA

RUA: SOLDADO JOÃO DE OLIVEIRA N 174 – SUBSOLO DA ACADEMIA ÁGUA VIDA. PIRITUBA, SÃO PAULO-SP

AGENDE O SEU HORÁRIO

(11) 2367 6584/ (11) 2367 6051

(11) 8266 9878/ (11) 6251 9878

Exercícios físicos contra o câncer

Ainda que nos últimos anos a prática de exercícios físicos tenha sido fundamentalmente associada ao padrão de estética vigente, sabe-se que os seus benefícios extrapolam a aparência. Diversas pesquisas apontam a melhora da saúde e relaciona o sedentarismo com o desenvolvimento de doenças, entre elas o câncer, reiterando assim, a prática esportiva como um reforço do sistema imunológico.

Estudo apresentado recentemente na conferência da Associação de Fronteiras de Pesquisa em Câncer nos Estados Unidos aponta que apenas 15 minutos diários de exercícios físicos foram suficientes para reduzir a taxa de mortalidade em pacientes com câncer de próstata. A pesquisa envolveu 2.686 pacientes, tanto antes como depois de terem sido diagnosticados com câncer, e não incluiu pessoas com diagnóstico de metástase.

O levantamento também mostra que a intensidade do exercício influencia no índice de mortalidade. Os homens que mantiveram três horas ou mais dos chamados exercícios metabólicos andar de bicicleta, nadar ou jogar tênis, por exemplo – por semana apresentaram risco 35% menor de mortalidade geral do que os demais.

Os pacientes que praticaram caminhadas mais de quatro horas por semana tiveram um risco 23% menor de mortalidade quando comparados com os que andaram menos de 20 minutos por semana. Já os que andaram mais de 90 minutos em um ritmo normal para acelerado apresentaram risco de morte 51% menor do que aqueles que andaram menos e em ritmo menos intenso.

Para a Associação Brasileira do Câncer (ABCâncer), estudos como esse ajudam a reforçar a simples receita de prevenção e combate ao câncer: praticar exercícios físicos, evitar o estresse e ter uma alimentação saudável e balanceada. De acordo com a Estimativa do Instituto Nacional de Câncer (INCA), são esperados 236.240 novos casos de câncer entre homens em 2010. O câncer de próstata será o segundo mais incidente com 52.350 casos, o que corresponde a um risco estimado de 54 novos casos a cada 100 mil homens.

Os números servem para alertar a população sobre o perigo da doença e mostram que podemos nos prevenir com atitudes simples. Sabemos que as pessoas sofrem com a falta de tempo para praticar atividades físicas no cotidiano atribulado das grandes cidades. No entanto, não há soluções prontas. As pessoas devem se conscientizar que todos nós corremos o risco de desenvolver o câncer e devemos mudar os hábitos de vida antes que seja tarde.

A mudança não deve ser radical, mas de acordo com o limite do corpo e de forma saudável. Importante é mudar e, mais importante, é ser coerente. A ABCâncer destaca o levantamento por ele ser o primeiro grande estudo populacional a examinar a relação dos exercícios com a mortalidade em sobreviventes de câncer de próstata e ajuda a reforçar a idéia de que exercício físico faz bem a saúde.


A CLÍNICA DE FISIOTERAPIA E ESTÉTICA

RUA: SOLDADO JOÃO DE OLIVEIRA N 174 – SUBSOLO DA ACADEMIA ÁGUA VIDA. PIRITUBA, SÃO PAULO-SP

AGENDE O SEU HORÁRIO

(11) 2367 6584/ (11) 2367 6051

(11) 8266 9878/ (11) 6251 9878


(Marília Casseb é diretora-executiva da Associação Brasileira do Câncer)

Gomagem Corporal

O hábito de esfoliar o corpo é milenar e proporciona inúmeros benefícios físicos e de relaxamento.
Remove suavemente as células mortas, impurezas que obstruem poros e é um estimulante da micro-circulação da pele.
A esfoliação do corpo é muito utilizada nos tratamentos para estimular a pele, eliminar suas toxinas e impurezas e desobstruir os canais energéticos.
Não consiste em apenas remover as impurezas e auxiliar na renovação das células, a esfoliação prepara a pele para receber tratamentos complementares, como a aplicação de loções hidratantes, melhorando sua absorção.
A esfoliação é feita com movimentos firmes, circulares que abrangem toda área a ser tratada. A esfoliação pode e deve ser feita no corpo todo.
O ideal é realizar a operação uma vez a cada 15 dias. Como a renovação celular ocorre a cada 45 dias , a esfoliação não deve ser feita com mais freqüência do que isso , pois pode retirar as células superficiais sem que as outras estejam maduras.
Cada tipo de pele pede um determinado tempo entre uma esfoliação e outra:
• Pele oleosa deve ter um intervalo de 7 ou 10 dias.
• Pele seca o intervalo é de 15 dias
• Pele normal pede um espaço bem maior entre as esfoliações.
Quais os principais benefícios?
• Contribui para o melhoramento da tonalidade natural e uniforme da pele.
• Melhora a circulação sanguínea.
• Estimula o sistema metabólico.
• Aumenta a capacidade e a eficiência do corpo no que toca à eliminação de toxinas.
• Prepara o corpo para o Verão, nomeadamente para a obtenção de um bronzeado bonito e uniforme.
• Devolve à pele um aspecto saudável, que ao toque parece acetinado.

É fundamental realizar uma boa hidratação após a esfoliação.

A CLÍNICA DE FISIOTERAPIA E ESTÉTICA

RUA: SOLDADO JOÃO DE OLIVEIRA N 174 – SUBSOLO DA ACADEMIA ÁGUA VIDA. PIRITUBA, SÃO PAULO- SP

AGENDE O SEU HORÁRIO

(11) 2367 6584/ (11) 2367 6051

(11) 8266 9878/ (11) 6251 9878

ACUPUNTURA – A ARTE DE TRATAR E PREVENIR DOENÇAS

O QUE É ACUPUNTURA?

Equilíbrio é sinônimo de acupuntura. Pelo menos é este o caminho que ela vem traçando ao longo de mais de cinco mil anos de evolução, sendo tratada como parte da Medicina Tradicional Chinesa. Entretanto a auriculoterapia existe há mais de 400 anos a.C. Os chineses já consideravam a orelha não como um simples apêndice do corpo, mas sim como uma conexão com todo o sistema energético humano.

O princípio básico energético da acupuntura é a exploração das energias vitais do corpo (é a força que movimenta o ser vivo, que faz existir a vida) que circulam nos meridianos, que são uma rede de minúsculos canais onde circulam as energias vitais do ser humano, divididas em doze meridianos principais, oito extras e várias ramificações menores conectando os órgãos vitais internos com todas as partes internas e externas.

Os meridianos afloram na superfície da pele que assim possui milhares de pontos de acupuntura: locais que concentram mais energias e onde podemos modificar o estado energético do meridiano ou do órgão.

Atualmente, a acupuntura é bastante difundida e o tratamento tem sido uma importante alternativa para aqueles que não encontram diagnósticos na medicina tradicional – a alopática -, ou mesmo para a prevenção de doenças e como terapia. A medicina tradicional chinesa (MTC) é oriunda de observação, dedicação e a experiência acumulada sobre a interação entre o ser humano e seu estado de saúde com as mudanças da natureza.

Os antigos sábios formularam a teoria de harmonia do universo e postulavam o equilíbrio entre a natureza e o homem. É a teoria de Yin e Yang, onde sempre há um equilíbrio de forças naturais complementares: Dia e Noite, Sol e Lua, Água e Fogo, Montanha e Planície, Plantas e flores e Pedras e areias, Calor e Frio, Homem e Mulher, Trabalho e Repouso, Tensão e Relaxamento, Emoção e Rigidez etc. A acupuntura baseia-se em quatro teorias da MTC: a teoria Ying-yang, já descrita anteriormente, a teoria dos Zang-Fu (Órgãos-vísceras), a teoria dos Cinco Elementos ou Movimentos e a Teoria dos Meridianos.

O conhecimento das teorias fundamentais da MTC é essencial para a compreensão do tratamento energético. A teoria Zang-Fu favorece o tratamento dos órgãos e vísceras acoplados. Se um paciente estiver com disfunção pulmonar, liberar o intestino grosso auxiliará no tratamento. Se um paciente estiver com problemas digestivos, o tratamento do baço auxiliará na restauração do funcionamento do estômago. Portanto, é fundamental saber quais são os órgãos e vísceras que estão interligados para que o tratamento auricular possa ser eficaz.

Ao pensarmos nos Cinco Elementos, o conhecimento dos mesmos auxilia na apreensão do problema do paciente.  A Acupuntura hoje está muito desenvolvida, até com a utilização de equipamentos eletrônicos. Devido à sua grande eficácia, a Acupuntura propagou-se em vários países, entre eles a Itália, Espanha, Inglaterra, EUA, URSS, Japão, Coréia, e França. É uma técnica natural, eficaz nos resultados e indicada para os mais diferentes problemas do corpo e da mente humana. No que se refere às contra-indicações, é quase nula.
As aplicações são feitas com pequenas agulhas que são fixadas em pontos específicos. Às vezes são necessárias várias aplicações para se obter um resultado eficaz. Orienta-se em torno de seis a dez sessões. Em alguns casos, duas ou três sessões já amenizam o problema.

Em si, a acupuntura é uma técnica completa. Porém, sempre que associada a outras técnicas produzirá melhores resultados. A acupuntura assim como a auriculopuntura, tradicionalmente, não visa curar a doença, mas equilibrar as energias da pessoa para que ela tenha uma vida mais saudável. A acupuntura pode ser empregada amplamente. Seu efeito é rápido na maioria dos casos. Dentre os tratamentos que podem ser realizados pela acupuntura, destacam-se bons resultados nos casos de obesidade e vícios, especialmente do fumo e do álcool. Recomenda-se que as sessões de acupuntura sejam realizadas 1 vez na semana, exceto em casos mais agudos. Na medida em que se observa a melhora do quadro apresentado, essa freqüência poderá ser aumentada para cada três semanas e por fim para cada quatro semanas, até que se constate a melhora total do quadro apresentado.

O QUE É A AURICULOACUPUNTURA?

Muitas das técnicas das terapias holísticas nasceram da observação de pequenas estruturas, em especial as relacionadas com os órgãos dos sentidos, pois nelas estão representadas todas as estruturas do corpo. Podemos observar isto na auriculoterapia, técnica que consiste no tratamento e avaliação através de pontos localizados na orelha.  Existem vários “estilos” de Auriculoterapia (chamados por alguns de auriculoacupuntura, acupuntura auricular, auriculopuntura ou auriculomedicina), as escolas de maior destaque são á francesa e a chinesa.

Equilíbrio é sinônimo de acupuntura. O princípio básico energético da auriculopuntura é o mesmo da acupuntura, é a exploração das energias vitais do corpo (é a força que movimenta o ser vivo, que faz existir a vida) que circulam nos meridianos, que são uma rede de minúsculos canais onde circulam as energias vital humana, divididas em doze meridianas principais, oito extras e várias ramificações menores conectando os órgãos vitais internos com todas as partes internas e externas. Os meridianos afloram na superfície da pele que assim possui milhares de pontos de acupuntura: locais que concentram mais energias e onde podemos modificar o estado energético do meridiano ou do órgão, sendo que na auriculoterapia estas conexões se dão no pavilhão auricular. Para compreendermos melhor este micro sistema que é o pavilhão auricular, devemos compreender como a medicina tradicional chinesa, em particular a acupuntura opera.

Caso uma pessoa de idade tenha seu pavilhão auricular excessivamente vermelho, ou mesmo cor púrpura, o terapeuta deverá reconhecer que essa pessoa possui excesso de calor ou estagnação do elemento fogo no organismo. Sendo o coração, o órgão do elemento fogo, seria prudente encaminhar o paciente a um cardiologista para exames de rotina, antes de qualquer terapia auricular. Caso um paciente ainda jovem possua manchas senis nas orelhas ou no corpo, o elemento metal está em desequilíbrio e os pontos referentes ao pulmão e intestino grosso deverão ser tratados para alcançar o equilíbrio almejado. As aplicações auriculares são feitas com pequenas agulhas ou sementes de implante que são fixadas na orelha em pontos específicos, onde permanecerão por alguns dias. Às vezes são necessárias várias aplicações para se obter um resultado eficaz. Orienta-se em torno de seis a dez sessões. Em alguns casos, duas ou três sessões já amenizam o problema. Em si, a acupuntura auricular é uma técnica completa. Porém, sempre que associada a outras técnicas produzirá melhores resultados. A acupuntura assim como a auriculopuntura, tradicionalmente, não visa curar a doença, mas equilibrar as energias da pessoa para que ela tenha uma vida mais saudável.  A auriculopuntura pode ser empregada amplamente. Seu efeito é rápido na maioria dos casos. Dentre os tratamentos que podem ser realizados pela auriculo acupuntura, destaca-se bons resultados nos casos de obesidade e vícios, especialmente do fumo e do álcool.

Recomenda-se que as sessões de acupuntura sejam realizadas 1 vez na semana, exceto em casos mais agudos. Na medida em que se observa a melhora do quadro apresentado, essa freqüência poderá ser aumentada para cada três semanas e por fim para cada quatro semanas, até que se constate a melhora total do quadro apresentado.

A CLÍNICA DE FISIOTERAPIA E ESTÉTICA

RUA: SOLDADO JOÃO DE OLIVEIRA N 174 – SUBSOLO DA ACADEMIA ÁGUA VIDA, PIRITUBA- SÃO PAULO- SP.

AGENDE O SEU HORÁRIO

((11) 2367 6584/ (11) 2367 6051

(11) 8266 9878/ (11) 6251 9878