Treinamento Funcional: preparação ideal para corredores

Os movimentos básicos do dia a dia como pular, agachar, podem ser grandes aliados de força e resistência física no Treinamento Funcional, na qual dispensa os aparelhos de musculação e utiliza a explosão o corpo. A prática logo já foi incorporada na modalidade que mais cresce: a corrida de rua. Há ambientes que já oferecem o treinamento funcional específico para esta modalidade.

Segundo o professor Andrei Achcar, o objetivo principal é corrigir os erros na técnica dos atletas. “Juntamos um trabalho de coordenação motora, equilíbrio e postura dos corredores, que faz com que o corpo fique mais forte e o movimento mais fluido”, explica.

Com isso, o método minimiza as chances de lesões, já que a posição dos pés, pernas, tronco e braços durante a atividade passam a ser observada com maior cuidado e ainda facilita o desempenho do praticante nas pistas.

“Há uma maior consciência corporal. O atleta consegue perceber o motivo de uma dor e logo se corrigir. Fazendo tudo corretamente, não se gasta energia desnecessariamente e se corre com mais saúde e melhores resultados”, argumenta o instrutor de corrida.

A diferença de terrenos para o treino (grama, asfalto, areia) é explicada como uma forma de fortalecer os músculos e os tendões dos pés e das pernas, regiões que mais tendem a sofrer com a atividade. Na areia, por exemplo, em que a pisada ocorre de forma irregular, o esportista passa a ter maior força, já que o pé está trabalhando mais do que o normal e, assim, há um ganho na estabilidade.

Resultados

“Competi na última semana e passei por trechos bastante diferenciados. Antes, eu sentiria dores principalmente no joelho e nas articulações, mas eu aguentei fazer tudo”, comemora o bancário aposentado José Marcelo de Souza, que há um ano é adepto do treinamento funcional.

“Antes, eu fazia 10km em 1h20. Em um ano, concluo o mesmo percurso em 1h05. Realmente dá um ânimo a mais, sem contar que agora faço tudo certo e não tenho tantos riscos de lesão”, relata o bancário José Marcelo de Souza

Fonte: http://www.educacaofisica.com.br/index.php/fitness/canais-fitness/ginastica-laboral/21841-treino-funcional-pode-ser-grande-aliado-da-forca-e-da-resistencia-fisica

SPHERA CLÍNICA DE FISIOTERAPIA

http://www.spherafisioterapia.com.br

AGORA COM TREINAMENTO FUNCIONAL

SITUADA NA  RUA: SOLDADO JOÃO DE OLIVEIRA N 174 – SUBSOLO DA ACADEMIA ÁGUA VIDA. PIRITUBA, SÃO PAULO-SP

AVALIAÇÃO GRATUITA

AGENDE O SEU HORÁRIO (11) 2367 6584/ (11) 2367 6051/(11) 8266 9878

Compartilhar/Favoritos

Treinamento Funcional oferece mais equilíbrio a cadeirantes

 

Core 360º é usado em treinamentos personalizados para dar mais autonomia a quem usa a cadeira de rodas. Um método de treinamento personalizado, capaz de queimar até 700 calorias por aula, está sendo usado como exercício funcional por cadeirantes. E com bons resultados.

O Core 360º exercita diversos músculos ao mesmo tempo. Isso é possível graças aos movimentos focados no centro de estabilidade e sustentação do aluno, área tida como ponto fraco do cadeirante.
O método core busca recuperar a estabilidade do tronco com uma série de exercícios para quadris, abdome e região lombar. “São esses exercícios para o centro do corpo que vão devolver ao cadeirante sua estabilidade”, explica o especialista em treinamento funcional para cadeirantes. Artur Hashimoto.

Esse tipo de treinamento é bem personalizado, e o treinador precisa considerar o tipo de lesão do aluno, pois ela influencia em sua capacidade de movimentação. A maior parte do treino pode ser realizada com elásticos, bolas de ginástica, halteres e máquinas normais de academia. Praticamente não é preciso adaptar os equipamentos.

Os exercícios livres, muitas vezes, são mais interessantes que os exercícios em máquinas. “A máquina direciona o movimento. No exercício livre o aluno tem liberdade de movimento e exercita também seu equilíbrio. A meta é chegar a um corpo equilibrado. Que tenha força, resistência, flexibilidade, massa muscular e coordenação motora”, conta o treinador.

O método não substitui a fisioterapia. As duas atividades devem ser feitas em conjunto, de forma complementar. “Os fisioterapeutas dão sempre um retorno positivo. Dizem que o core ajudou o paciente deles a fazer movimentos que antes não fazia ou a fazer movimentos com mais firmeza”, afirma.

 

Fonte: http://www.educacaofisica.com.br/index.php/fitness/canais-fitness/treinamento-funcional/8361-treinamento-funcional-oferece-mais-equilibrio-a-cadeirantes

SPHERA CLÍNICA DE FISIOTERAPIA

http://www.spherafisioterapia.com.br

SITUADA NA  RUA: SOLDADO JOÃO DE OLIVEIRA N 174 – SUBSOLO DA ACADEMIA ÁGUA VIDA. PIRITUBA, SÃO PAULO-SP

AGENDE O SEU HORÁRIO (11) 2367 6584/ (11) 2367 6051/(11) 8266 9878