O RPG no tratamento da escoliose

A escoliose é considerada uma deformidade da coluna vertebral, caracterizada por lateralização, inclinação e rotação das vértebras que estão comprometidas. Tem como principal fator um componente de “atarrachamento” longitudinal destas vértebras de forma a diminuir o espaço entre elas como se fossem “parafuzando” umas nas outras. Manifesta-se claramente pela formação de curvas na coluna, a qual pode ser única ou várias, levando o organismo a desenvolver desequilíbrios exportados por todo o corpo, para compensar este fator de desarmonia. Tem a tendência de piorar de modo natural, por causa da responsabilidade da musculatura que tornando-se rígida diminui sua flexibilidade, fixando a anormalidade no posicionamento estrutural das vértebras.

Muitas vezes estão combinadas a outras deformidades da coluna como cifose dorsal, retificação ou inversão de curva dorsal , hiperlordose lombar, hiperlordose ou retifição cervical entre outras. Sua presença e desenvolvimento atinge qualquer idade, sendo que quanto menor a idade pior é seu prognóstico, atualmente há uma predominância grande na adolescência,  relacionada as fases e crescimento.

O diagnóstico clínico é realizado por médico, com preferência um especialista em ortopedia, após é feito o diagnóstico funcional pelo fisioterapeuta. O prognóstico vai depender do grau da curvatura escoliótica e suas complicações, e irá definir qual o melhor tratamento a ser aplicado, se fisioterápico/ RPG, uso de coletes (bons resultados associado ao RPG) ou intervenção cirúrgica.

A Reeducação Postural Global (RPG) tem sido uma das melhores técnicas para a correção de escolioses, mesmo com complicações severas, e até preparatórias à uma cirurgia. A duração do tratamento varia de 6 meses a 2 anos, dependendo da gravidade do caso, com sessões semanais individuais de uma hora.

As vantagens da RPG está em visar restabelecer a funcionalidade e flexibilidade normais novamente a coluna, tem capacidade de moldar a coluna em todas as dimensões, tanto na estrutura articular vertebral como na muscular, reorganizando-a e promovendo uma modelagem estrutural de forma superficial e eficiente na sua correção.

Possui uma visão global do indivíduo em tratamento corrigindo todas as exportações e compensações geradas no organismo pela escoliose, fixando uma nova consciência do esquema corporal normal, redirecionando para a normalidade, aliviando e eliminando dores com eficácia.

Fonte: http://www.portalsaudebrasil.com/artigos/artigo1365.pdf

 

SPHERA CLÍNICA DE FISIOTERAPIA

http://www.spherafisioterapia.com.br

SITUADA NA  RUA: SOLDADO JOÃO DE OLIVEIRA N 174 – SUBSOLO DA ACADEMIA ÁGUA VIDA. PIRITUBA, SÃO PAULO-SP

A SPHERA FISIOTERAPIA OFERECE ESTE TRATAMENTO COM DESCONTOS ESPECIAIS.

AGENDE O SEU HORÁRIO (11) 2367 6584/ (11) 2367 6051/(11) 8266 9878


Compartilhar/Favoritos

Hérnia de disco pode ser tratada sem cirurgia

A hérnia de disco está entre as queixas mais recorrentes quando o assunto é problema na coluna. A hérnia de disco nada mais é do que uma ruptura estrutural em um dos discos da coluna, ocorrendo com mais frequência na região lombar ou cervical. Além de provocar dor, ela geralmente inabilita a vítima de exercer suas funções normalmente.

Após passar por um diagnóstico médico, muitas pessoas são logo encaminhadas para a cirurgia, expondo seus organismos aos riscos inerentes a qualquer intervenção cirúrgica. Mas o que o grande público não sabe, e merece saber, é que a cirurgia não é a única solução para esse mal, e muitas vezes é a saída menos indicada. Com base em estudos, a Academia Americana de Cirurgiões Ortopédicos afima que cerca de 90% dos portadores de hérnia de disco podem melhorar através de práticas orientadas e regulares de técnicas como a Fisioterapia, o RPG (Reeducação Postural Global), Acupuntura, e o Rolfing. Ainda o reumatologista José Goldenberg alerta: “A cirurgia só deve ser uma opção quando não há resposta terapêutica a um tratamento de no mínimo oito semanas envolvendo fisioterapia, outras técnicas e medicamentos”

Confira as possibilidades de tratamento:

  • Fisioterapia: Tratamento recomendado principalmente para o relaxamento e a reeducação postural. Evita que problemas pequenos se tornem grandes;
  • RPG e Rolfing: Ambos são muito úteis no fortalecimento das vértebras, gerando flexibilidade e maior capacidade de movimentos;
  • Exercícios físicos: Fortalecer os músculos, em especial o grupo abdominal, é primeiro passo pra quem quer ficar longe dos problemas de coluna. É possível reforçar músculos e tendões que circundam as vértebras e impedir o avanço da doença;
  • Antiinflamatórios: Quando a situação está realmente grave, os terminais nervosos, a musculatura, as articulações e os ligamentos ficam contraídos pela inflamação, causando mais dor que o suportável. Os antiinflamatórios são bem úteis nesse caso;
  • Acupuntura: Indicado como complemento de outras terapias e apenas para problemas em estágio inicial. O tratamento à base das agulhas serve para aliviar dores e desbloquear terminais de energia espalhados pelo corpo;

 Fonte: http://blog.opovo.com.br/fisioterapiaesaude/hernia-de-disco-pode-ser-tratada-sem-cirurgia/

 

SPHERA CLÍNICA DE FISIOTERAPIA
http://www.spherafisioterapia.com.br

SITUADA NA  RUA: SOLDADO JOÃO DE OLIVEIRA N 174 – SUBSOLO DA ACADEMIA ÁGUA VIDA. PIRITUBA, SÃO PAULO-SP

AGENDE O SEU HORÁRIO (11) 2367 6584/ (11) 2367 6051/(11) 8266 9878

A prática do Pilates auxilia na Discopatia Degenerativa

Entre as vértebras da coluna vertebral se encontram discos intervertebrais fibrocartilaginosos, os quais absorvem impactos, diminuem o atrito e proporcionam suporte estrutural para a coluna. Essa função amortecedora do disco o submete a constantes pressões, podendo levar a um desgaste: degeneração discal ou discopatia degenerativa.

Como os discos possuem um escasso suprimento sangüíneo, não há capacidade de regeneração. Os discos nessas condições, sofrem rupturas internas, conduzindo a uma diminuição do espaço discal intervertebral. Assim, é possível que os nervos sejam pinçados e sofram compressão gerando dor na coluna irradiada para os membros. Esta dor pode variar de leve, severa e debilitante. E pode ser aliviada quando assumimos uma posição que diminui a pressão sobre os discos.

O tratamento não cirúrgico pode incluir medicação, fisioterapia e métodos para tratamento da dor. Também em casos de discopatia degenerativa, o PILATES tem sido bastante indicado por médicos e elogiado pelos praticantes. Pois, trata-se de um método que atinge o objetivo do aluno de forma efetiva e segura, se baseando na respiração simultâneo aos músculos centrais do corpo, que promove estabilização e proteção às articulações, como a coluna vertebral; e no equilíbrio muscular.  O resultado imediato é o alívio e controle das dores, pois a coluna estará bem estruturada devido ao reforço muscular da região e ao condicionamento postural.

Além da ênfase nas trações (com precauções de caso para caso), os exercícios de alongamentos e força são prescritos com muita cautela, analisando cada indivíduo, pois além da patologia em questão, há várias outras especificações individuais do aluno que devem ser respeitadas e consideradas para um resultado concreto e prevenção de novas lesões.

Fonte: http://www.portaldafisioterapia.com/?pg=fisioterapia_traumato_ortopedica&id=1257

 SPHERA CLÍNICA DE FISIOTERAPIA
http://www.spherafisioterapia.com.br

SITUADA NA  RUA: SOLDADO JOÃO DE OLIVEIRA N 174 – SUBSOLO DA ACADEMIA ÁGUA VIDA. PIRITUBA, SÃO PAULO-SP

AGENDE O SEU HORÁRIO (11) 2367 6584/ (11) 2367 6051/(11) 8266 9878

EM BREVE COM STÚDIO DE PILATES